Cartão de Crédito para Desempregados

Cartão de Crédito para Desempregados

O desemprego é um problema que aflige cada vez mais a sociedade brasileira. Em meio a crise, as coisas estão cada vez mais difíceis para quem está em busca de uma ocupação. Segundo as estimativas divulgadas recentemente, já são mais de 11,4 milhões de pessoas desempregadas.

cartao de credito

publicidade:

O problema se torna ainda maior se você tem dívidas a pagar. Este é um momento para organização de suas contas e economia para o uso em gastos essenciais. Você certamente encontrará despesas discricionárias em seu orçamento e que podem ser cortadas até conseguir um novo trabalho.

Estes cortes incluem cinema, jogos de futebol, restaurantes, shows e etc. Mas isso não quer dizer que você não possa se divertir, apenas que deve escolher alternativas mais baratas e acessíveis a sua condição momentânea.

publicidade:

Cartão de Crédito para Desempregado

O mais indicado para quem está buscando um cartão de crédito mesmo desempregado, é através da instituição financeira no qual você possui um bom relacionamento de cliente.

Quem possui problemas com órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa, a situação pode ficar ainda mais complicada.

Nestes casos, a dica é optar por cartões pré-pagos. As administradoras que fornecem esse tipo de serviço não veem necessidade de checar se o solicitante está inadimplente ou não. Os cartões pré-pagos funcionam com recargas, sendo que o cliente imprime o boleto ou faz o pagamento via internet ou em agências em um certo valor e pode utilizá-lo como desejar.

Como Funciona o Acesso Card?

O Acesso Card funciona dessa forma, e a sua vantagem é que ele leva a bandeira MasterCard, o que significa que você pode fazer o uso em vários estabelecimentos que são filiados à rede para compras no Brasil e também exterior. Ao escolher o Acesso Card não é necessário nem ao menos a abertura de corrente em bancos. O processo para solicitá-lo pode ser feito através próprio site.

cartão de credito

Os cartões de crédito tradicionais, os pós-pagos, cobram juros altíssimos podendo chegar até 18% ao mês, sendo que em um ano o a sua dívida pode alcançar 600% ou mais em relação ao valor inicial. Mas como fazer se livrar dos juros exorbitantes dos cartões de crédito? A resposta para esta pergunta deve ser analisada com cuidado, e você deve procurar estar disposto a reverter o problema, mas basicamente o que você pode fazer é:

Organizar as suas contas em planilhas de gastos – Colocando tudo em uma planilha, você terá um panorama mais completo de sua dívida e saberá o quanto gasta só de juros no cartão. Também será possível cortar os gastos desnecessários e estipular um valor que pode pagar ao negociar o financiamento da sua dívida.

Fazer negociações com o gerente do banco – Como você já tem as informações de que precisa sobre a sua situação financeira, pode entrar em contato com o gerente de sua agência bancária para verificar as opções de pagamento que ele tem a oferecer e a partir disto, tentar encontrar uma maneira de quitá-la.

Se a negociação está difícil e você não encontra um acordo, pode procurar a defensoria pública de seu município. Antes de tudo, tenha a consciência de que o seu cartão de crédito não funciona como renda extra. Quem pensa diferente certamente, em algum momento, acabará tendo um descontrole em seus gastos e poderá gerar uma dívida muito difícil de se conseguir pagar.

Em último caso, você pode buscar os empréstimos com algum ente querido, ou empréstimos pessoais em uma situação extra emergencial. Pesquise e verifique as menores opções de juros disponíveis e as parcelas mais acessíveis ao seu bolso até que se estabilize novamente e consiga um novo emprego.

Nós somos tentados a manter o padrão e as condições de vida a que estamos acostumados mesmo quando estamos desempregados, mas este é um período especial que devemos procurar poupar e manter as nossas reservas de dinheiro existentes.

Toda a economia que fazemos tem por objetivo aumentar os nossos rendimentos. Você ainda pode fazer um levantamento para vender alguns bens ou buscar por um trabalho temporário para levantar uma renda extra.

Pesquise em classificados online e sites de freelancing que possivelmente apresentarão algumas alternativas a serem analisadas para que você tenha por onde começar. Em momentos assim há quem busque vender doces e salgados em portas de universidades e escolas. Além de permitir que você levante um dinheiro a mais, também fará com que desenvolva novas habilidades de venda, por exemplo, que podem ser úteis para o novo emprego fixo que conseguir.

publicidade:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *